Cotidianices

Às vezes gosto de deixar o cotidiano me envolver. Mesmo com muito planejamento, gosto de me deixar levar. Apreciar os minutos simples e sinceros que depois a memória transforma em presente. São pequenas escolhas, mas que depois mudam a maneira como conduzo os dias. Estou curtindo muito meus pets, fiquei envolvida com novas leituras, sementes, descobrir plantas e músicas.

Os novos pets já se adaptaram. São os gansos chineses Jackie e Meili. Gostam de ser exclusivos, e não deixam as gatas chegarem perto de mim, nem as galinhas. Se eu deito no gramado eles vêm para ficar me cutucando. Não é como bicar ou morder, é mais como arrumar minhas penas imaginárias. Depois de um tempo eles se aquietam, deitam próximo e, às vezes, consigo pegar no colo. Proteção mista de curiosidade.

Comecei a buscar livros sobre botânica. É mais como uma leitura ocasional que me inspira para ficar de olho no jardim e conhecer mais sobre o mundo das plantas. Em Se não Fugir, é Planta há vários questionamentos sobre o mundo natural. Já parou para pensar que se as plantas não tivessem conquistado a terra nosso planeta seria inóspito? É muito divertido imaginar a evolução da vida vegetal e seus detalhes repletos de complexidade.

Quando aprender mais um pouquinho publico sobre os livros de botânica aqui. 😀

Lembrei que gosto muito de livros em que os animais são protagonistas. No momento estou lendo Pax. É sobre uma jornada de encontros e desencontros entre um menino e sua raposa. Sobre ser selvagem e ser doméstico. Sobre ser forte e ser fraco. Sobre partidas e retornos. Sobre amor além da guerra.

Estou adorando plantar sementes. Confesso que quando comecei a horta fui plantando mudas prontas, mas depois lembrei de como é legal ver uma plantinha crescendo desde o princípio, mesmo que demore. Já plantei tomates cerejas e tomates italianos, e enquanto vou cuidando e torcendo para frutificarem, já estou salpicando a sementeira com novidades.

Adoro descobrir novos matos de comer. Recentemente conheci a taioba e o jambú. A taioba é uma folhagem comum na cozinha em algumas cidades do Brasil, mas é considerada uma PANC: Planta Alimentícia Não Convencional. Não tem muito sabor, é mais pela textura, mas fica uma delícia em tortas e crepes.

O jambú é típico da Amazônia e causa uma sensação anestésica. Provei no tacacá, um caldo à base de mandioca brava fermentada, goma de tapioca, folhas e flores de jambú. Já tenho uma listinha de novas plantas para plantar e provar.

Voltei a ouvir música com frequência. Estou sempre descobrindo novidades. Criei uma playlist chamada natureza com músicas brasileiras que me remetem às flores, às plantas, às águas. Sempre que ouço me transporto para paisagens infinitas.

2 comentários em “Cotidianices

  • Seus registros fotográficos são lindos demais! Um amor em cada foto! E esse ganso? Que fofo!

    Beijão, mariasabetudo

  • Oi Patricia, estou com o Pax aqui na fila de leitura, algo me diz que é um livro bem bonitinho. Essa primeira foto tá maravilhosa, que loucura (gostosa) deve ser conviver com dois gansos chineses! Que lindeza. <3

%d blogueiros gostam disto: